Untitled Document
Untitled Document

Breves (por Manoela Ferrari)

A acadêmica Ana Maria Machado, autora de mais de cem livros para crianças, jovens e adultos, será a homenageada da VIII Flim – Festa Literária de Santa Maria Madalena (RJ), de 25 a 27 de agosto.

Fernanda Montenegro, a diva de 88 anos, em outubro voltando às novelas da TV Globo, agendou com a Ed. Sesc para dezembro o lançamento de seu livro de memórias.

A Festa Literária Inter-nacional de Paraty sofre com a crise. Os debates da tradicional Tenda dos Autores – espaço que, desde 2004, recebe a programação principal do evento – vão acontecer, este ano, na Igreja Matriz Nossa Senhora dos Remédios, no centro histórico da cidade.

Augusto Massi, Erwin Gimenez, Marcos Mazzari e Murilo Marcondes estão organizando textos inéditos deixados pelo crítico Antonio Candido. A obra deve ser publicada com o título Os caminhos da leitura.

Com base em depoimentos prestados ao jornalista Jotabê Medeiros, será lançada, em setembro, a biografia do cantor e compositor Belchior, morto recentemente.

Autorizada pela Ancine, a produtora Loma Filmes vai captar 7,5 milhões de reais para a cinebiografia Hebe, além de 1,2 milhões destinados a um documentário sobre a artista paulistana. Ambos projetos serão tocados pela roteirista Carolina Kotscho, a mesma que fez “Dois filhos de Francisco”.

Afamada em thrillers policiais, traduzidos para mais de trinta idiomas, a escritora americana Karin Slaughter é presença internacional confirmada na Bienal do Livro-Rio, em setembro. Suas obras ultrapassam 35 milhões de livros vendidos. Outro nome confirmado é o da britânica Paula Hawkins, autora de A garota do trem, com mais de 20 milhões de exemplares vendidos.

Completando meio século, Cem anos de solidão, de Gabriel Garcia Márquez, comemora mais de 50 milhões de exemplares vendidos no mundo. A primeira edição, de 8 mil volumes para a Editorial Sudameris, esgotou-se em duas semanas.

Juca Kfouri, decano do jornalismo esportivo e político paulistano, lança, pela Companhia das Letras, Confesso que perdi, com histórias vividas em ambos os meios.

Em comemoração ao centenário de nascimento da autora, a Editora Rocco fará nova publicação de toda a obra de Clarice Lispector, em 2020.

Sobrevivente da tragédia aérea chapecoense ocorrida na Colômbia, ceifando a vida do time de futebol Chapecoense, o radialista barriga-verde Rafael Henzel finaliza Viva como se estivesse de partida.

Perto de completar duas décadas na carreira de pintor, o mineiro Rodrigo de Castro, filho do grande Amilcar, prepara voo internacional. Depois do sucesso da exposição individual na Galeria Uma, no Rio de Janeiro, vai expor no Palazzo Pamphili, em Roma, seguindo para a Casa-Museu Medeiros e Almeida, em Lisboa.

Na esteira da repercussão dos dois últimos romances de Luize Valente (O segredo da oratória e Uma praça em Antuérpia, que serão adaptados para o cinema), a Editora Record anuncia Sonata em Auschwitz, novo título da escritora.

Saindo na frente, a Editora Bertrand Brasil publica, em setembro, Os males da era Trump, de Naomi Klein.

Foi lançada a 10a edição atualizada do livro A História da moda – uma narrativa, de João Braga.

wPesquisa do professor paulista Wilton José Marques identificou em exemplares do Correio Mercantil (de 1854 e 1855) folhetins inéditos de José de Alencar, publicados pela Editora da Universidade Federal de São Carlos.

Nos Estados Unidos, referente à última temporada, o livro Crônica da casa assassinada, do mineiro Lúcio Cardoso, conquistou a premiação de melhor obra traduzida, na categoria ficção. O trabalho foi de Margareth Jull Costa para a Ed. Open Letter.

Amplia-se o leque de autores brasileiros publicados no exterior. Até outubro, saem na Espanha Noemi Jaffe, Adriana Falcão e José Carlos Lollo e, na França, Henrique Rodrigues.


A Academia Carioca de Letras e o PEN Clube do Brasil realizaram evento conjunto sobre Mulheres na Literatura – “Evocação de Cecília Meirelles”, com a participação dos acadêmicos Alcmeno Bastos e Cláudio Murilo Leal.


O Instituto Tomie Ohtake vai receber uma exposição dedicada ao argentino radicado na França Julio Le Parc. No segundo semestre, também está prevista a mostra voltada a artistas brasileiras, encabeçada por Tarsila do Amaral, com curadoria de Paulo Herkenhoff.


Acontece este mês, em Brumadinho, Minas Gerais, a segunda edição do Meca-Inhotim, evento com shows, performances, palestras e workshops, comandados, entre outros, por Jorge BenJor e Karol Conka. O Instituto Inhotim, maior museu a céu aberto do mundo, prepara exposição em Washington, nos EUA.



Crônicas de Rubem Braga sobre escritores (como Monteiro Lobato, Carlos Drummond de Andrade, Manuel Bandeira e Clarice Lispector, entre outros nomes famosos) foram reunidas em livro pelo professor da USP Gustavo Henrique Tuna para a Editora Global.



Presidente do Conselho diretor do Jockey Clube de São Paulo, o mega-empresário Benjamin Steinbruch (presidente da CSN e vice da FIESP) anunciou planos para a construção de um museu e de um teatro, nos 640 mil metros quadrados da área pertencentes à entidade.



O tamanho da fila de autógrafos, na Livraria da Travessa, no Shopping Leblon, prenuncia o sucesso de A hipótese humana, livro recém-lançado do escritor Alberto Mussa, com o selo da Ed. Record.



No segundo semestre, a Editora 34 lança volume com contos de Dostoiévski ainda inédito entre nós.



Idealizada pela Rede Globo para estimular a produções de novas e boas histórias, a “Casa dos Roteiristas”, no Jardim Botânico, tem direção de Guel Arraes.

Untitled Document
Untitled Document

Página Principal - Quem Somos - Expediente - Editorial - Opiniões - Letras e Letras - Lançamento - Bolsa do Livro
Assinatura - Publicidade - Contato - Novo Produto

Resolução mínima de 800x600 © Copyright 2005, Jornal de Letras